Pastoral #4

Tempo para oração nos lares

Janeiro foi um mês de significativas reuniões nos lares. O “Tempo Para Oração” realizou quatro cultos, às terças-feiras, às 20H. Os lares alcançados foram os das famílias: Oliveira (09/01), Dantas (16/01), Macário (23/01) e Arantes (30/01). No total, foram noventa e duas (92) pessoas que participaram destes cultos, incluindo os respectivos familiares e irmãos convidados. Temos relatos que nos mostram que esta experiência foi muito marcante na vida das famílias que abriram suas portas. Isto alegra muito o nosso coração e nos leva a refletir sobre como é importante darmos prosseguimento a este trabalho em todos os meses do ano.

É importante ressaltar que, quando se pensa na igreja primitiva em Atos, percebe-se que esta era a prática comum daqueles dias. Basta verificar Atos 5.42: “Todos os dias, no templo e de casa em casa, não deixavam de ensinar e proclamar que Jesus é o Cristo”. Existia naquela igreja algo como que um “movimento pendular”, “no templo e de casa em casa”, “no templo e de casa em casa”.

Considerando que esta prática de nossa igreja neste mês de janeiro obteve um resultado tão expressivo que podemos traduzir em consolo, conforto, edificação, comunhão e troca de experiências para as famílias, e também, as referências sobre a atuação da igreja nos lares, nos dias de Atos, penso que devemos dar continuidade ao “Tempo Para Oração nos Lares”.

Vale destacar que o foco dos quatro cultos realizados no mês de janeiro foi levar o carinho e o abraço confortador da igreja para as famílias enlutadas, e que estão passando por dias difíceis. Mas, penso que poderemos utilizar também esta mesma estratégia de encontros nos lares, para realizarmos cultos evangelísticos semanais nas casas dos membros da igreja. Creio ser esta uma maneira bastante eficaz de envolvermos as famílias da igreja na obra de ganhar almas para Jesus. Podemos iniciar imediatamente em fevereiro, pois várias famílias têm nos procurado interessadas na realização de cultos em seus lares.

Que Deus nos dirija e oriente para envolvermos as famílias da igreja nesta nobre tarefa de levar pessoas a Cristo. Vamos disponibilizar esta oportunidade para todas as famílias da igreja. Que todas possam fazer coro com o que disse Josué: “Mas, eu e a minha família serviremos ao Senhor" (Josué 24:15).

Um grande abraço!!!

Pr. Becker

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta